Guia Metodológico

1) Metodologia de Estudo

O aluno pode organizar o estudo de acordo com as suas necessidades. Apenas tem de ter em conta o prazo máximo de realização do curso.

O curso é composto pelos seguintes recursos:

  • Conteúdo teórico

Apresentado em formado PDF, o qual permite o seu download e/ou impressão. Observação: nalguns PDF pode encontrar materiais de autoavaliação, os quais são apenas um reforço de estudo, não tendo que os entregar ao seu tutor.

  • Exames de Escolha múltipla

Para medir a aquisição de conteúdos teóricos deve realizar um teste por cada tema e o exame final.

Como realizar os testes de escolha múltipla?

Dentro dos diferentes exames do curso poderá encontrar os seguintes tipos de perguntas:

  • Perguntas de opinião: são opcionais e, apesar de que não ponderam no exame dos temas, podem significar uma melhoria da nota final do curso.
  • Perguntas relacionadas com uma situação prática.
  • Perguntas de escolha múltipla (as mais frequentes).

Exemplo de pergunta de escolha múltipla:

Para realizar cada teste/exame apenas tem de clickar no teste correspondente na página inicial do curso para “Tentar resolver o questionário agora”. Então, aparecem todas as perguntas numa mesma página, e terá apenas de escolher a opção que considere correta para cada pergunta. Depois da última pergunta, clicke em “Terminar tentativa” e, depois, em “Enviar tudo e terminar”. Verá a classificação automaticamente no ecrã depois de enviar o exame.

Os testes dos temas podem ter entre 20 a 30 perguntas, dispondo de 3 tentativas para os realizar, das quais apenas contará a nota mais alta. O exame final pode ter entre 30 a 40 perguntas e terá apenas uma tentativa para o realizar.

PARA PODER SUPERAR O CURSO TEM DE APROVAR OS TESTES DE CADA TEMA E O EXAME FINAL DO CURSO COM UMA NOTA MÍNIMA DE 5/10. A NOTA FINAL DO SEU EXPEDIENTE É A NOTA OBTIDA NO EXAME FINAL.

IMPORTANTE: Por motivos de segurança, o tempo máximo que pode estar a realizar um teste/exame é durante 1h30min., a partir desse momento é possível que as respostas que selecione não se possam enviar corretamente e que tenha de realizar um novo exame com perguntas novas.

2) Fórum de Dúvidas

Pode colocar qualquer dúvida através do Fórum de Dúvidas, habilitado na parte superior esquerda do seu curso.

Instruções de participação nos fóruns:

  1. Para participar no fórum, clicke em cima do nome do tema correspondente (“Resolução de Problemas Técnicos”, “Requisitos para terminar o curso” ou “Recursos de Interesse”).

  1. Depois de decidir qual é o espaço adequado para a sua consulta, clicke em “Responder”.

  1. Escreva a sua mensagem no espaço correspondente e clicke em “Enviar ao fórum”.

3) Estado do Curso

O aluno pode consultar a correta finalização do curso, dirigindo-se ao bloco “Verifique o estado do curso”, por baixo do “Serviço de Tutorias”. Desta forma, pode verificar graficamente se superou ou não as várias provas de avaliação.

Se, por exemplo, o seu curso só tem 3 provas de avaliação, este bloco terá 3 caixas que podem aparecer nas seguintes cores:

  • AZUL: não se tentou realizar o teste.
  • ENCARNADO: tentou-se realizar o teste, mas não aprovou.
  • VERDE: o teste foi realizado e aprovado com sucesso.

Passando o rato por cima da cor em concreto, vai-lhe aparecer a que atividade se refere.
A percentagem que aparece no ecrã refere-se à percentagem de provas de avaliação que já foram superadas.
Para superar o curso corretamente, todas as caixas devem estar na cor verde e a percentagem de finalização deve ser um 100%

4) Recursos Didáticos (vídeos externos)

Nalguns casos, os PDF teóricos do curso incluem vídeos e/ou áudios externos para oferecer maior dinamismo ao seu estudo e complementar a formação recebida.

É possível que o vídeo esteja na versão original de outro idioma, mas pode ativar as legendas em português seguindo os seguintes passos:

  1. Ative a opção de legendas.
  2. Clicke em “Configuração” para aceder à opção “Traduzir automaticamente” e escolher “português”.

5) Conselhos e Técnicas de Estudo

Conselhos de tempo de estudo: para poder realizar um bom ritmo de trabalho, recomendamos que siga o calendário de abertura de cada tema. Contudo, se preferir, pode marcar o tempo que desejar para o realizar, sempre e quando entregue as provas de avaliação antes da data de finalização do curso.

Conselhos de Técnicas de estudo:

Uma primeira leitura do tema (leitura rápida), para obter uma ideia geral do tema. Observa-se de forma rápida a organização do material de estudo, os seus capítulos, títulos, subtítulos, gráficos, esquemas e ilustrações. Não se deve realizar uma leitura profunda, mas sim apenas visualizar as generalidades e resolver aquelas perguntas do tipo definição, classificação, elementos… isto é, que se respondem facilmente com o que se proporciona no manual e que não requerem sínteses nem apreciações pessoais.

Depois, uma leitura mais detalhada e compreensiva. Através desta compreensão e aprofundamento dos temas, pode-se completar a realização de perguntas avaliativas com uma visão de conjunto e consegue-se um maior enriquecimento do trabalho do aluno.

Como estratégia de estudo recomendamos:

ANTES DA LEITURA:

Estabelecer o objetivo da leitura: ler para encontrar informação (específica ou geral), ler para atuar (seguir instruções, realizar procedimentos), ler para demonstrar que se compreendeu bem um conteúdo (para atividades de avaliação) e ler compreendendo para aprender.

Utilização de conhecimentos prévios: relaciona-se com o conhecimento anterior do leitor que lhe permita dar sentido e significado ao texto.

Prever e elaborar perguntas: fazer-se perguntas apenas com base no tema ajuda-o a situar-se no mesmo, implicando também a ativação e a utilização dos conhecimentos que já tenha sobre o tema.

DURANTE A LEITURA:

Identificar as partes relevantes do texto: um bom leitor sabe identificar ideias importantes, distinguir a estrutura do texto, assim como os pontos de vista do autor e utilizará a informação e a elaboração de uma análise crítica da mesma. Aplicará estratégias de escolha e construção de significados a partir daquilo que leu.

Estratégias de apoio: sublinhar, fazer apontamentos, voltar a ler (parcial ou totalmente), fazer esquemas e/ou mapas conceituais… são estratégias para apoiar a aprendizagem e o estudo.

Compreensão leitora: resumir (autorrevisão), construção de perguntas (autoavaliação), fazer previsões (ativação do conhecimento prévio), esclarecer (deteção de problemas na compreensão).

DEPOIS DA LEITURA:

É importante, depois de leitura, fazer a identificação da ideia principal e um resumo de cada título.

As vantagens da planificação do tempo em relação ao estudo são muitas.

Destacamos as seguintes:

  • Criam um hábito, o que constitui a base para toda a formação futura.
  • Potencia a concentração.
  • Serve para ser consciente do próprio rendimento e para administrar esforços.
  • Permite compaginar o estudo com outras atividades de lazer.
  • Ajuda a libertar-se da preocupação ou angústia que implica a acumulação de tarefas pendentes de realizar.

Recorde que é essencial ter um lugar adequado para estudar:

  • O lugar de estudo deve estar dotado das condições de iluminação, silêncio, temperatura, ventilação, que favoreçam o estudo. Se tal não é possível, o estudo numa biblioteca ou semelhante, deve ser feito sempre no mesmo local.
  • A temperatura deve oscilar entre os 18 e 22 graus centígrados. A distribuição do calor deve ser homogénea e o foco de calor não deve estar próximo da mesa de estudo. O ar da zona de estudo deve ser renovado aproximadamente cada 6 horas. É recomendável a utilização de humificador quando se utiliza aquecimento.
  • Os ruídos com sentido (música com letra, conversas…) distraem mais do que os ruídos sem sentido. A música vocal atua como um distrator externo. A música instrumental barroca – Bach, Corelli, Haendel, Telemann, Vivaldi, Albiononi, etc.  – de ritmo lento provocam um estado de concentração descontraída. O volume deve ser baixo, até inferior ao da música ambiente.
  • A iluminação mais recomendável é a natural. Se é necessária a luz artificial, esta deve estar distribuída de forma homogénea e devem-se evitar os reflexos e os contrastes de luz e sombra.
  • A mesa deve ser bastante ampla. Assim evitam-se interrupções para procurar material. A altura ideal da mesa deve estar em relação com a altura da cadeira e do estudante, de forma a que as pernas formem um ângulo reto e os pés apoiem no chão.
  • A melhor forma de estudar é sentado numa cadeira, junto a uma mesa proporcional, com as costas retas, as pernas em ângulo reto, os pés no chão, os antebraços em cima da mesa e a cabeça e parte alta das costas ligeiramente inclinadas para a frente. Devem-se evitar atitudes demasiado cómodas.

Copyright © 2020 divulgação dinâmica formação – Todos os direitos reservados

Menu

Compartir esto con un amigo