WeCreativez WhatsApp Support
Olá! Tem alguma pergunta? Contacte-me pelo whatsapp e responderei o mais breve possível.
Olá! Tem alguma pergunta?

Que elementos compõem a comunicação não verbal?

A comunicação não verbal substitui, reforça e completa a linguagem verbal mediante o uso de olhares, gestos, posturas, etc. Este intercambio de informação é especialmente importante porque muitas vezes expressa os sentimentos e as atitudes reais de quem fala, que podem ou não coincidir com as suas palavras.

Quando aprendemos a distinguir as diferentes formas em que se manifesta a linguagem não verbal, obtemos também dados de interesse sobre o nosso interlocutor que podem ser utilizados para o benefício de ambos. És capaz de indicar quais são os aspetos mais importantes que compõem a comunicação não verbal?

5 elementos chave na comunicação não verbal

  1. A expressão facial. É a forma mais comum de expressão não verbal. Através da mímica da cara (movimento de sobrancelhas, lábios, músculo facial, etc.) é possível averiguar o estado de ânimo de muitas pessoas, assim como os seus sentimentos de temor, felicidade, surpresa ou ira. Tal como diz o ditado, “A cara é o espelho da alma”, pelo que é indispensável conseguir o controlo das expressões que transmitam o desgosto ou hostilidade para manter a calma durante o processo comunicativo.
  2. Os gestos. Quando se utilizam as mãos, as pernas e os braços para gesticular, estão-se a expressar sentimentos e atitudes. Uma pessoa entusiasta e vital acompanhará a conversa com gestos amplos e carregados de energia, enquanto que outra mais reflexiva utilizará movimentos mais calmos e harmoniosos. É interessante destacar o facto de que os gestos carecem de universalidade. Devido a este factor, cada gesto pode ter um significado muito distinto em função da cultura.
  3. A postura. É outra forma de comunicação não verbal que nos revela muitos detalhes sobre os diferentes estados de ânimo. As posturas verticais e retas vão ligadas a pessoas equilibradas, enquanto que as posturas encurvadas e com a cabeça baixa se relacionam com comportamentos depressivos ou estados de tristeza.
  4. O contacto ocular. trata-se de uma forma mais subtil de linguagem não verbal. O olhar tem um significado especial na comunicação, pois o contactos visual é o primeiro que estabelecemos com os demais. Deste modo, as pessoas tímidas tendem a desviar o olhar, enquanto que as pessoas inseguras o baixam e as afetuosas o mantêm. Quando olhamos para os olhos do nosso interlocutor podemos transmitir desde ânimo e confiança até vergonha e dor.
  5. Elementos paraverbais. Fazem referência a outros aspetos da comunicação não verbal, como o tom, os silêncios, a fluidez verbal, etc. A voz está carregada de significados muito subtis, tanto é assim, que as crianças pequenas respondem melhor a uma entoação utilizada pelos adultos antes do que às palavras. Também podemos reconhecer estes elementos na voz baixa e pausada dos doentes, o que contrasta com o tom alto e intenso das pessoas enérgicas.

Segundo as experiências do psicólogo Albert Mehrabian, no processo comunicativo das emoções ou sentimentos, a linguagem corporal tem influência num 55%, o tom de voz um 38% e a linguagem verbal apenas um 7%. Existem outros fatores relevantes, tais como o contexto, a motivação, o meio utilizado (escrito ou telefônico), o feedback do interlocutor ou as interferências do exterior.

O que pensa sobre a comunicação não verbal? Tem a mesma importância do que a linguagem falada? Muitas vezes tendemos a deixar de lado este tipo de sinais, mas o seu conhecimento e controle são necessários para alcançar o êxito em muitas facetas da vida. Deixe-nos um comentário com a sua opinião!

También puede interesarte…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Menu

Compartir esto con un amigo