WeCreativez WhatsApp Support
Olá! Tem alguma pergunta? Contacte-me pelo whatsapp e responderei o mais breve possível.
Olá! Tem alguma pergunta?

As Terapias Assistidas por Animais (TAA) são intervenções cada vez mais utilizadas e mais recomendadas para melhorar as funções físicas, cognitivas, emocionais, assim como as relacionais, das pessoas que precisam de um tratamento através da participação de um animal no processo.

Dentro das TAA, os cães são os animais mais utilizados, uma vez que têm uma forma muito peculiar de aceitar as pessoas sem as julgar. Este tipo de terapias utiliza-se para melhorar a saúde e o bem-estar dos pacientes e os animais podem ser um instrumento muito valioso dentro da comunicação entre o terapeuta e o paciente.

Objetivos das terapias com cães

A terapia com cães tem vários objetivos, não apenas na aprendizagem ou reabilitação, mas também é útil a nível psicológico, cognitivo ou psicomotor. Estes são alguns dos seus objetivos mais gerais:

  • Diminuir a ansiedade e a depressão do paciente.
  • Aumentar a autoestima e a autonomia.
  • Reforçar o sentido da responsabilidade.
  • Estimular as habilidades de comunicação e relação pessoal.
  • Evoluir nas relações e habilidades sociais: interesse pelos outros, empatia…
  • Incentivar à realização de atividades motoras concretas.

As vantagens da terapia com cães

No âmbito psicológico, ajuda a melhorar o estado de ânimo, posto que as raças de cães mais utilizadas nas terapias costumam ser alegres e carismáticas. Também serve para diminuir a depressão, a monotonia e a solidão, dado que os cães fazem muita companhia aos pacientes e permitindo combater esses problemas. Os cães aceitam-nos como somos e isso faz com que se gere um forte vínculo com o paciente. Além do mais, serve para desenvolver as habilidades de lazer e favorece bastante a estimulação mental.

Relativamente aos benefícios educativos, a terapia com cães fomenta o desenvolvimento da aprendizagem através do jogo, conseguindo reduzir os comportamentos não desejados. Melhora também as habilidades sociais, como referimos, isto é, a empatia, o respeito, a comunicação… e também reforçam o valor da colaboração, do compromisso e do trabalho em grupo.

Finalmente, no que respeita à área sensorial, a TAA com cães contribui para o desenvolvimento do sistema vestibular, ajudando o cérebro a melhorar a organização da informação e contribuindo ao equilíbrio. Também trabalha os sentidos e os estímulos auditivos, visuais e tácteis e fomenta a propriocepção, isto é, o sentido que informa o organismo sobre a posição dos músculos e dos seus movimentos.

Quais são as patologias em que mais se utiliza esta terapia?

  • Apesar de ser verdade que a terapia mais utilizada em pessoas que padecem Perturbação do Espectro do Autismo é a hipoterapia, também se utilizam cães nestes casos, com o objetivo de conseguir desenvolver a memória e melhorar a autoestima.
  • Depressão. A conexão entre os cães e as pessoas vai mais além do carinho ou do afeto, dado que os vemos como confidentes que nos ouvem sem nos julgar. A maioria dos pacientes recorre as estes animais para expressar e canalizar os seus sentimentos com o objetivo de melhorar os níveis de stress.
  • Uma das grandes causas desta perturbação é o elevado ritmo de vida atual, assim como o medo e as frustrações. É por isso que se utilizam os cães para conseguir uma maior descontração do paciente e para o ajudar a enfrentar e a relativizar as suas dificuldades.
  • Normalmente, este tipo de perturbação costuma manifestar-se em crianças com uma falta de atenção severa que, com assistência de estes animais e, graças à consequente dedicação que requerem, conseguem uma melhoria considerável.
  • Síndrome de Down. Cada vez são mais as pessoas que padecem esta perturbação genética, a qual pode ser acompanhada de problemas de insegurança e concentração. A TAA com cães impulsiona e reforça a autoconfiança e também contribuí a melhorar a coordenação e a capacidade de concentração.

As cinco melhores raças para realizar as TAC

Todos conhecemos o ditado “o cão é o melhor amigo do homem”, no entanto, para poder realizar estas terapias da melhor maneira possível, existem várias raças que são consideradas mais idóneas, especialmente devido ao facto de que a função de adestramento para cumprir com as funções do “cão terapeuta” são mais simples de conseguir.

Os cães terapeutas devem ter um carácter muito tranquilo, uma vez que os ativos costumam ser mais dinâmicos e difíceis de controlar neste sentido. É, também, essencial que sejam obedientes, principalmente quando não usam trela. As raças de cães que melhor se adaptam à Terapia Assistida por Animais, tanto para crianças como para adultos, são:

  • Golden Retriever. Destacam por ter uma especial sensibilidade. São capazes de captar os sentimentos das pessoas de forma rápida e eficaz. Apesar de que normalmente se utilizam em terapias com idosos e em centros hospitales, também se utilizam com os mais novos.
  • É uma das raças mais tranquilas e dóceis, apesar de que muitas pessoas tenham certa rejeição devido ao seu aspeto físico. São cães muito silenciosos e alegres e a recompensa que mais agradecem são as demonstrações de carinho.
  • Destacam por serem amigáveis, sociáveis, estáveis, inteligentes e leais. É uma raça fácil de treinar, o que facilita os exercícios de adestramento. É uma das raças mais utilizadas em terapias, além de cumprir com a função de cão guia.
  • Pastor alemão. Esta raça não é só comum nas terapias, mas também nos labores de procura como cães polícia devido à sua inteligência, obediência e propensão para ser adestrados, pois aprendem muito depressa e têm um carácter excecional.
  • O seu tamanho pequeno faz com que sejam cães ideais para facilitar as terapias com crianças. Têm um carácter muito obediente, sendo uma raça muito amigável.

Em resumo, podemos afirmar que, apesar de que a terapia assistida por animais tem muitas vantagens, os cães são, normalmente, a opção mais escolhida para realizar este tipo de tratamentos. Uma tendência que tem as suas razões mais plausíveis na excecional facilidade da maioria das raças de cães em ser adestrados e na sua elevada fidelidade para com as pessoas, o que canaliza e beneficia o trabalho do terapeuta no combate a perturbações e a melhorar o estado de saúde dos pacientes.

FORMAÇÃO RELACIONADA: Curso de Terapia Assistida por Animais

 

También puede interesarte…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Menu

Compartir esto con un amigo