WeCreativez WhatsApp Support
Olá! Tem alguma pergunta? Contacte-me pelo whatsapp e responderei o mais breve possível.
Olá! Tem alguma pergunta?

As 10 qualidades que um animador turístico deve ter

A Organização Mundial do Turismo (UNWTO) define a animação turística como todas as ações realizadas em ou sobre um grupo ou meio, com a intenção de desenvolver a comunicação e garantir a vida social.

A UNWTO distingue três fases de participação e interação: o autodescobrimento, a posta em relação do grupo e a criatividade. Além do mais, também identifica as funções específicas da animação que são a função social, a cultural e o marketing de boca a boca.

O tempo livre abrange o período utilizado em tudo aquilo que não está relacionado com o trabalho, com as obrigações e com as necessidades fisiológicas. É o espaço temporal que dedicamos ao divertimento, ao descanso e ao desfrute. Os antecedentes históricos do lazer podem-se situar na Idade Média e no Renascimento, épocas em que dispor de tempos livres e usufruir os mesmos indicava que se pertencia a uma boa posição social. Trovadores e saltimbancos precedem à Idade Moderna, quando esta utilização desinibida do tempo começa a ver-se como algo não produtivo e oposto ao trabalho. Durante a Revolução Industrial  começa a tendência para reivindicar o reconhecimento e a fruição do lazer.

A partir de então, este “recreio” passou a ser considerado uma necessidade do dia a dia das pessoas. Atualmente, todas as pessoas podem usufruir de tempos livres em maior ou menor medida e existem infinitas possibilidades e atividades para os ocupar.

O sector turístico é umas das opções preferidas das pessoas para ocupar os tempos livres. Viajar e conhecer outros sítios é enriquecedor e gratificante, além de ser ajustável às necessidades e orçamentos de todos aqueles utilizadores que o desejem fazer. Dentro do mundo das viagens, existem muitíssimas e variadas ofertas para os tempos livres: visitar cidades, monumentos, parques naturais, miradoiros, museus, exposições, rotas, excursões, desportos, cultura e um longo etc.

As exigências e requisitos dos clientes ao consumir turismo desenvolveram-se muito nas últimas décadas. Consequentemente, dentro do sector, cada vez é mais popular a animação sociocultural. Este serviço oferece-se numa grande quantidade de estabelecimentos muito variados como hotéis, alojamentos rurais, parques temáticos, complexos turísticos, cruzeiros, campings, balneários ou resorts, entre outros.

De facto, a presença de animação turística é um dos prós no momento da escolha do alojamento, além de destacar as instalações e os serviços que oferece o estabelecimento. A sua versatilidade permite que seja atrativo para os clientes sozinhos, casais ou famílias abrangendo todas as idades, desde infantil, passando por juvenil e adulto, até à terceira idade.

A animação tem como objetivo propor, organizar e executar atividades recriativas em estabelecimentos turísticos que garantam uma boa estância aos hóspedes. A ótima prestação do serviço será um fator chave ao perceber o estabelecimento como uma boa opção de alojamento e fidelizar o cliente. Existem muitos fatores que têm influência no êxito da animação turística, tais como, as características do entorno, instalações, climatologia, orçamento destinado a materiais e trabalhadores, diversidade de atividades, participantes e grupos e, obviamente, os profissionais que dirigem tais atividades têm uma grande influência nas mesmas.

A figura do animador turístico é fundamental para desenvolver as atividades propostas. Para ter sucesso no desenvolvimento da sua atividade, o animador turístico deve ter 10 qualidades e aptidões que lhe permitam alcançar os seus objetivos como profissional do sector e os objetivos da empresa turística ou o estabelecimento para o qual preste os seus serviços:

  1. Ser aberto, natural, espontâneo e ser capaz de fomentar a participação, procurando o desenvolvimento individual e comunitário para impulsionar o bem-estar de todos os participantes.
  2. Ser organizado e metódico para planificar, organizar e executar os diferentes projetos que se devam levar a cabo.
  3. Ser observador e meticuloso para coordenar as necessidades de material e instalações.
  4. Ser criativo para incentivar a participação dos utentes.
  5. Ser capaz de desenvolver o seu trabalho com bom humor, paciência e sociabilidade.
  6. Ser muito transversal e polifacetado para trabalhar com todos os grupos de idade e adaptar-se às suas necessidades específicas.
  7. Ser desportista e estar em bom estado físico para facilitar a realização de diferentes desportos ou atividades físicas, além de dominar a expressão corporal e a dança.
  8. Ser um líder positivo e manter uma atitude motivadora com todos os públicos, criando dinâmicas inovadoras adaptadas às suas exigências.
  9. Ser uma pessoa com ampla capacidade de aprendizagem, com soltura para aprender coisas novas, como no caso dos workshops de maquilhagem infantil.
  10. Ser um profissional com conhecimentos teóricos e práticos das atividades socioeducativas.

A ideia da animação turística em estabelecimentos destinados ao lazer constitui sempre um ponto a favor da empresa devido à sua versatilidade e a sua oportunidade tanto de captar como de fidelizar clientes. A difusão nas redes sociais deste serviço pode fazer muito boa publicidade do alojamento no qual se oferece.

As atividades a realizar podem ter objetivos pedagógicos, lúdicos ou desportivos, tão variados como heterogéneos. A direção e coordenação destes programas devem ser organizadas e dirigidas por um profissional que fomente a autoestima e o companheirismo através de atividades em grupo. O fim último desta atividade é que os participantes gozem da sua existência seja graças a eles tão gratificantes como possível.

También puede interesarte…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Menu

Compartir esto con un amigo